Categorias



Jaraguá do Sul adota telegestão para a iluminação pública

11/03/2019 - Publicado por: Rogério Tallini - Categoria: Urbanismo - Tags: urbanismo iluminacao led elegestao

Desde a última quinta-feira (7), a Prefeitura de Jaraguá do Sul pode fazer o controle da luminosidade de mais de 300 luminárias de LED instaladas em ruas do município. A Secretaria de Planejamento e Urbanismo adotou um sistema de telegestão para a iluminação pública, que possibilita controlar a luminosidade de cada LED, conforme a necessidade.

Na quinta-feira (7), o secretário de Planejamento e Urbanismo, Eduardo Bertoldi, recebeu em seu gabinete o gerente comercial da empresa que forneceu o sistema, Laercio Brigido, e o gerente da Serrana Engenharia, Diego Besen, que presta os serviços de manutenção e reparos na iluminação pública de Jaraguá do Sul, que é a primeira cidade do Estado de Santa Catarina a ter telegestão no serviços de iluminação pública com dimerização (possibilidade de reduzir a luminosidade). 

Bertoldi explica que nesta primeira etapa o sistema abrangerá 305 luminárias de 15 ruas, mas poderá ser estendido para outros pontos. “O objetivo é fazer o controle, reduzindo a luminosidade em horários de menor fluxo de pessoas e veículos, gerando uma economia significativa e aumentando a vida útil destes equipamentos”, acrescenta, informando que atualmente a vida útil de cada luminária é de 12 anos, estando ela operando com 100% de luminosidade. “Podemos reduzir a intensidade da luz para 40 ou 50%, por exemplo, sem perder a qualidade do serviço, escolhendo dias da semana e horários específicos para isso”, completa o secretário.

O gerente comercial Laercio Brigido explica que o monitoramento acontece em tempo real, até mesmo por meio de aparelho celular. “A Prefeitura terá o controle total, podendo ligar, desligar, aumentar ou reduzir de acordo com a necessidade”, diz ele. 

As primeiras ruas onde o sistema passa a funcionar ainda nesta semana são: as avenidas Marechal Deodoro da Fonseca e Getúlio Vargas; as ruas Marechal Floriano Peixoto, Quintino Bocaiúva, Presidente Epitácio Pessoa, Francisco Fischer, Henrique Piazera, parte da Expedicionário Antônio Carlos Ferreira, Reinoldo Rau, Expedicionário Gumercindo da Silva, Bernardo Grubba, João Zapella, Domingos Rodrigues da Nova, Presidente Juscelino e 29 de Outubro.

A reunião desta quinta-feira serviu para definir dias e horários de monitoramento. Segundo Eduardo Bertoldi, ficou definido que, da zero hora de segunda-feira até as 2 horas da madrugada de quarta-feira será feita uma programação, com redução de 30% de luminosidade; das 2 horas até as 4 horas destes mesmos dias, a redução será de 50%. “São os horários em que temos menos pessoas e veículos circulando por essas ruas, não sendo necessário manter o sistema 100%”, explica. Já a partir das 4 horas, o sistema retorna para 100% e funciona no automático até o amanhecer do dia. “Conforme o dia vai amanhecendo a luminosidade vai diminuindo automaticamente, até desligar”, conclui.

A outra programação abrange as noites consideradas com maior fluxo de pessoas e veículos: começa à zero hora de quinta-feira e se estende até as 2 horas de domingo, onde o sistema operará com redução de 15% na luminosidade. Entre às 2 horas e 4 horas destes dias, a redução será de 30%. A partir das 4 horas, as luminárias voltam a operar com 100% de luminosidade e vão diminuindo conforme o dia for amanhecendo. Bertoldi aponta outras vantagens no monitoramento, como é o caso da possibilidade de identificar problemas como luminárias queimadas ou acesas durante o dia. 

Ainda não há uma previsão de quanto isso poderá gerar de economia na fatura de energia elétrica da iluminação pública, até porque, conforme o secretário, a Celesc precisa fazer adequações para controlar o consumo individual das luminárias. “Estamos oficializando o pedido para que a Celesc promova estas adequações e que a redução seja retroativa ao dia em que começamos a operar a dimerização”, diz ele.








Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000