Categorias



Editais para a 27ª Schützenfest priorizam a germanização gastronômica

27/08/2015 - Publicado por: Pedro Bortoloti Jr - Categoria: Cultura - Tags: schutzenfest conceito gastronomico germanizacao

A Fundação Cultural de Jaraguá do Sul (FC) divulgou dois editais de concorrência, do tipo maior oferta, para a 27ª Schützenfest, que ocorre de 12 a 22 de novembro, no Parque Municipal de Eventos. Um, com valor mínimo de oferta de R$ 280 mil, visa a exploração comercial de bebidas como chope industrial e artesanal, refrigerante, água, chá gelado e suco, válido para dois anos; outro é destinado para exploração comercial de suvenir, de pontos de alimentação, trajes típicos, além de parque de diversões.

O objetivo da Comissão Central Organizadora (CCO) é disponibilizar, pelo menos, duas marca de chope nacional e três artesanais. Em relação à alimentação seguiu-se o conceito de germanização do cardápio, através de um convênio firmado entre o poder público e o Senac Restaurante-Escola, de Blumenau, e com o chefe alemão radicado no Brasil, Heiko Grabolle (na foto, com as majestades), consultor gastronômico e professor de gastronomia com passagens por restaurantes em hotéis da Alemanha, Suíça, Itália, Espanha e Inglaterra.

A ideia, apresentada para a imprensa da região na terça-feira (25), é adotar o conceito “Ecke”, que quer dizer canto, lugar de encontro, típico dos pontos de fast food alemães. Haverá o Früchten Ecke, de comercialização de frutas com ou sem chocolate; o Spätzle Ecke, de macarrão caseiro com molhos diversos; o Kartoffel Ecke, de batata assada e recheada com quatro sabores; o Hamburger Ecke; o Eis Ecke, de sorvetes, picolés e paletas; o Spiebe Ecke, de espetinhos; o Sübe Eckes, de pipoca, algodão-doce e churros; o Pommes Eckes, de batatas fritas; o Strudel und Pretzel und Croissant Ecke; o Wurst Ecke, o canto da linguíça, além do restaurante típico e café colonial. Seguindo o conceito de germanização do cardápio, o edital estabelece os pratos típicos a serem comercializados, entre eles: o eisben (joelho de porco) a pururuca ou cozido; o kassler defumado ou grelhado; salsichão bock e branco; frango ao molho zegeuner na cerveja ou pilaf; mignon ao grün pfeffer (pimenta verde); marreco assado e recheado; schnitzel (escalope de porco à milanesa); chucrute, repolho roxo e knöedel de batata-doce.

As empresas interessadas têm até o dia 25 de setembro para apresentar as propostas; já para o edital sobre a exploração de bebidas, o prazo termina em 24 de setembro. De acordo com o presidente da FC, Sidnei Marcelo Lopes, o movimento de germanização da festa foi apontado durante mesa-redonda, em 31 de março, na Associação Comercial e Industrial de Jaraguá do Sul (Acijs). A ocasião contou com a presença de autoridades, conhecedores de realidades similares, comunidade e responsáveis pela organização de outras festas, como o presidente do Parque Vila Germânica e secretário de Turismo de Blumenau, Ricardo Stodieck, uma das pessoas à frente da Oktoberfest. Entre os temas centrais da discussão constaram: música, atrações, bebida, gestão do evento e culinária. Um canal de comunicação foi mantido para contribuições, sugestões e críticas e delineou as principais necessidades da festa em curto, médio e longo prazo. “Um apontamento importante foi o da qualificação da gastronomia, por isso o empenho nesta questão”, finaliza Lopes.






 




Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000