Apresentação - Defesa Civil
GABINETE DO PREFEITO
DIRETORIA DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL

Rua Walter Marquardt, 1.111 - Bairro: Barra do Rio Molha - CEP: 89259-565 -  Jaraguá do Sul - SC
Telefone: (47) 2106-8209 - 199 - Fax: (47) 2106-8235
Horário: Administrativo: Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30
            Atendimento à população em caso de catástrofes e eventos adversos 24 horas, pelo telefone 199
E-mail: defesacivil@jaraguadosul.sc.gov.br
A Defesa Civil é o conjunto de ações preventivas, de socorro, assistenciais e recuperativas destinadas a evitar ou minimizar os desastres, preservar o moral da população e restabelecer a normalidade social.

Missão: Promover, coordenar e supervisionar as ações de resultados desastrosos ou prejudiciais, ao município ou à sua população, e de assistência e atendimento às necessidades da população, decorrentes de situações de emergência ou de estados de calamidade pública, atuando nas ações de prevenção bem como detendo de ferramentas técnicas para o gerenciamento de áreas de riscos.

 
Conheça a marca da Defesa Civil:

O triângulo equilátero representa a união de forças, a cooperação de todos, condições essenciais da Defesa Civil.

A base manifesta a seguranca, a estabilidade e o bem-estar social, metas de toda Defesa Civil e os outros dois lados simbolizam: um, a prevenção e o outro a ação, que são medidas fundamentais para se manter a segurança da população.

A cor azul traduz a tranqüilidade, o equilíbrio e a serenidade com que age a Defesa Civil.

As duas mãos estilizadas envolvendo o triângulo figuram o amparo, o carinho, o amor, e o cuidado.
A cor laranja é a cor oficial da simbologia internacional da Defesa Civil e significa o calor humano e a solidariedade.
 
A atuação da Defesa Civil representa um ciclo composto por quatro ações ou atividades:
  1. Prevenção, constitui um conjunto de ações para minimizar desastres pela avaliação e redução das ameaças e/ou vulnerabilidades. É implementada por meio da análise e redução dos riscos numa determinada área ou região. Em geral, se torna praticamente impossível reduzir as ameaças na maioria dos eventos adversos ligados a desastres naturais. Não há, por exemplo, como fazer para que chova menos ou a força do vento diminua. Mas onde a ação humana se mostra preponderante no evento adverso, se pode minimizar os desastres, preparando o cenário. No caso da chuva, se houver estruturas adequadas de captação das águas, os rios estiverem desassoreados e a população souber como proceder, os danos e prejuízos vão ser menores ou mesmo inexistentes. A diminuição do grau de vulnerabilidade se consegue com a adoção tanto de medidas não-estruturais à fiscalização sobre o uso racional do espaço geográfico, legislação de segurança e de normas técnicas para a redução dos riscos, promoção de campanhas educativas para mudança cultural na comunidade é como de ordem estrutural à construção de barragens, açudes, galerias de captação de águas pluviais, melhorias nas estradas.
  2. Preparação, compreende o desenvolvimento de recursos humanos e materiais na comunidade para minimizar os efeitos dos desastres e otimizar as ações das duas outras atividades do ciclo: resposta e reconstrução. Para isso, elabora-se o chamado plano de contingência para o enfrentamento dos desastres previsíveis. O objetivo maior é o de facilitar uma rápida e eficiente mobilização dos recursos necessários para se restabelecer a situação de normalidade.
  3. Resposta, como as ações de Preparação e Resposta estão muito próximas, algumas se sobrepõem. O mais importante aqui é prestar assistência às populações atingidas e reabilitar o cenário do desastre para restabelecer as condições de normalidade. A Resposta aos desastres compreende:
    • o socorro, tanto antes do impacto à quando o evento adverso está prestes a ocorrer - como nos momentos em que atinge sua plenitude e depois começa a enfraquecer é a chamada limitação de danos;
    • atividades logísticas, assistenciais e de promoçã o da saúde;
    • avaliação de danos, vistoria e elaboração de laudos técnicos, desobstrução de escombros, realização de sepultamentos, limpeza geral, descontaminação, vigilância das condições de segurança global da população e reabilitação dos serviços essenciais.
  4. Reconstrução, nesta ação, a Defesa Civil busca agir de forma que o desastre não mais ocorra - e se isso não for possível, para a redução do impacto quando o evento adverso se manifestar outra vez. A Reconstrução se confunde com o final da Resposta e o início da Prevenção. A finalidade é restabelecer em sua plenitude os serviços públicos essenciais, a economia da área atingida e o moral e o bem-estar da população. O ideal é que após a Reconstrução se tenha uma comunidade mais preparada para enfrentar os desastres.

Parceiros e Instituições: Para dar uma resposta mais rápida aos eventos climáticos ou provocados pelo homem que ocorrem em nosso município, a Defesa Civil conta com parceiros e instituições que são de suma importância para maior agilidade nas ações.
 
  • 62º Batalhão de Infantaria,
  • Polícia Militar,
  • Polícia Civil,
  • Corpo de Bombeiros,
  • Celesc,
  • Samae,
  • Secretarias Municipais,
  • Polícia Rodoviária Federal,
  • Polícia Rodoviária Estadual,
  • Polícia Ambiental,
  • Jeep Club,
  • Clube Radio Amador,
  • Clube de Canoagem Kemtucky,
  • Grupo Gerar,
  • Conseg's,
  • Nudec's,
  • Entidades religiosas,
  • Clube de Motoqueiros,
  • Clube quadricicleiros e outros.


  
Município de Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000